Posts Tagged ‘cadelas’

Segunda vez com cadelas e amigo!

Thursday, April 30th, 2015

Olá pessoal, tudo bem?

Eu estou, não que se importem…

Mas ói nois aqui otra veiz! Vim pra contar outra história minha e do Vinícius, o caseiro da minha chácara em Batatais!

Após aquela transa maravilhosa na clareira com a cadela dele eu havia comentado que eu tinha visto mais duas cadelas na casa dele, uma labrador e uma vira-lata! Duas lindas cadelas!

Pois bem, passaram-se uns dois dias desde aquele episódio e eu não falei muito com ele porque estava com a familia e tals… Mas então os meus pais saíram de novo e eu fui pra casa do Vinicius papear e passar o tempo.

Cheguei lá e ele tava fazendo o almoço e vendo tv

Ele tava sem camisa e de calça jeans, pois tinha acabado de chegar da rua.

Ele me convidou pra comer e eu recusei, já tinha almoçado. E começamos a conversar.

“E aí muleque? Como vão as coisas? Aquele dia foi do caralho aquela transa com a Mel foi massa!” Ele disse

“Haha foi muito boa mesmo! Gozei pacas! Da até vontade de repetir haha!”

Nisso a Mel que estava no quarto dele e eu não a tinha visto, veio me cumprimentar! Eu fiz um pouco de carinho nela e falamos umas besteiras, mas naquele dia ela parecia cansada, não deu muita bola pra gente e logo voltou pro quarto pra dormir.

Quando ela saiu eu fiquei meiosem jeito, na verdade eu queria fode-la novamente mas fiquei tímido pra pedir… Apesar dele trabalhar pra minha familia a cadela é dele!

Foi quando ele disse “cara, você se importa de eu ficar só de cueca, não to agüentando mais esse calor” e eu disse ” haha vai nessa, já te vi com muito menos!”

Nisso ele tirou a calça, e eu reparei que ele era realmente peludo hahaha, tipo muito! Ele tava com uma cueca branca normal, que dava pra ver o volume do pau dele flácido.

Depois que ele almoçou eu não tirava minha cabeça aquelas duas cadelas no canil dele! Eu tinha que come-las! Mas tava sem jeito de pedir!

Então eu tive uma idéia! Eu disse “Vinicius. Ta um puta calor, você não quer dar um mergulho na piscina não? Leva as cadelas do canil pra nadar tbm que elas devem tar com muito calor!” Ele respondeu “mas seus pais vão deixar o caseiro nadar? E ainda deixar entrar cachorro na piscina?” Eu disse ” não esquenta! Eles vão demorar, foram resolver uns documentos da chácara!”

E então nos dois subimos pra piscina mais as cadelas! Quando saíram do canil já vieram roçando en nós, eu fiquei durão na hora! Quando chegamos na piscina ele, que nem tinha trocado de roupa, pulou só de cueca e chamou as cadelas que entraram e se esbaldaram na água! Nós brincamos um pouco e então saímos da piscina. Quando ele saiu a cueca dele ficou transparente e deu pra ver não só o pau quanto os pelos e o saco dele. E nos deitamos no chão pra nos secar ao sol, e as cadelas dos nossos lados! Foi então que eu criei coragem e perguntei “Vinicius, vem cá… Você transa com essas cadelas aqui?” E ele ” hahahaha eu tava so esperando você perguntar isso! Depois de provar uma buceta de cadela a gente não volta atrás! Se você quer comer elas é só pedir”

“Quero! E muito! Podemos?” Eu disse e ele respondeu “só se for agora!”

E já tirou o pau pra fora, tava meia-bomba mas as cadelas já vieram lamber! Uma era a Naná, uma vira-lata preta e forte, muito espoleta e gulosa! A outra era a Luci, uma labrador amarela e alta!

Quando elas já vieram lamber o pau do Vinicius eu fiquei duro na hora! E já tirei meu pau pra fora também e chamei a nana pra me lamber! Ela chupava como se estivesse mamando! Enquanto isso eu masturbava a luci com uma mão!

Depois de eu receber uma das melhores mamadas da minha vida, o Vinicius disse que queria comer a nana e ele tirou o pau da boca da luci e veio comer ela! Enquanto isso eu puxei a luci pra mais perto e deitei ela de barriga pra cima e caí de boca na buceta dela! Já tava molhadinha! Parecia que pedia pica!

O Vinicius gemia alto então eu fiquei com vontade de comer a Luci! Pus ela de quatro e fui pra trás dela! E enfiei com tudo de uma vez dessa vez! Senti meu pau ser abocanhado por aquela buceta rosada e latejante! Segurei ela pelo pescoço e bombeei com força! Nos dois gemíamos muito alto! E então gozamos quase que os dois juntos!

Pra mim já estava bom ter comido elas olha-las lambendo nossa porra da bucetinha delas! Foi quando Vinicius me abraçou e falou “maninho, eu quero tentar uma coisa! Acho que você é o cara certo!” Eu não sabia o que era mas topei!

Ele esperou a naná terminar de lamber e pediu pra eu pegar ela e coloca-lá de barriga pra cima em cima de mim! E foi quando eu me surpreendi! Ele então pegou meu pau e cuspiu! Lubrificou e colocou na buceta dela! Eu me assustei porque ele ninguém nunca rinha pego no meu pau, muito menos cuspido e muito menos homem! Mas o cara não é gay, tampouco eu! Ele e eu só queríamos aproveitar aquelas cadelas ao máximo, hahaha!

E então ele pediu pra eu ficar parado, sem bombar. E então cuspiu no próprio pau e penetrou lentamente na buceta dela!

A naná não gostou muito no começo, pois eram dois paus numa boceta só! Mas ela se acostumou! Ele me segurou nas costa e nos giramos pra ficar de lado no chão! E começamos a bombar na buceta dela! A sensação foi única! Era a melhor buceta que eu já tinha entrado, quente e melada, o vai e vem do meu pau roçando no vai e vem do pau do Vinicius foi maravilhoso! Como se não bastasse, a Luci veio por vontade própria lamber tudo aquilo, lambia nossos sacos e a buceta da naná! Ficamos assim uns quinze minutos até que eu não agüentei! Eu ia gozar! Mas não ia gizar no pau de outro cara! Isso já era de mais naquele momento hahaha! E tirei o pau de dentro dela! Apertei o corpo peludo da Naná contra o meu e gritei alto enquanto gozava! Foi gozo no meu corpo e no dela! Gozo que a Luci se prontificou imediatamente a lamber tudo! E então o Vinicius gozou finalmente! Dentro da buceta dela!

Depois disso nos sentamos exaustos e olhamos as cadelas se liparem e nos limpar.

E ficamos uns minutos nos recuperando.

Então eu vi o horário e me assustei! Eram quase quatro horas e meus pais iam chegar logo! Eu pedi desculpas ao Vinicius mas pedi pra ele voltar para a casa dele que eu tinha que arrumas as coisas pros meus pais não desconfiarem de nada!

O Vinicius entendeu completamente mas antes de descer ele me abraçou e disse “ae velhinho! Valeu! Sempre quis tentar dupla penetração nessas cadelas! Foi bacana!” E eu disse ” é cara! Foi sim! Se essa cadela não fosse grande não agüentava não hahaha”

Nos despedimos então!

Mais a noite ele subiu pra tomar um café com minha familia, e nos dois quando mos olhávamos só lembrávamos das cadelas daquela tarde!

Bom foi assim hahaha! Mas tem algumas outras historias também! Varias historias!

Gostaram?

Comentem, perguntem, tudo o que quiserem!

Abraço a todos

Jack

Primeira vez com um amigo e uma cadela

Wednesday, April 29th, 2015

Meu pseudônimo aqui é Jack, tenho 25 anos mas essa história aconteceu quando eu tinha 16, quase 17.

Minha família tem uma chácara no interior, pros lados de Batatais, vamos pouco para lá, e por isso temos de pagar um caseiro para cuidar dela.

Em março de 2005 fomos para lá passar um final de semana, quando chegamos não tinha absolutamente nada para comer, então meus pais foram ao mercado (somos três, só eles e eu). Como lá não tem TV, Internet ou sinal de celular eu fui conversar com o caseiro, um jovem alto de 19 ou 20 anos chamado Vinícius que estudava nas redondezas, forte pelo trabalho braçal que realizava, barba mal feita e de corpo bem peludo, juntou o útil ao agradável, morando na chácara e pagando os estudos com o salário. Ele conhecia bem a região e ele sugeriu que a gente fosse caminhar numas trilhas por perto que eram bem vazias.

Quando saímos a cadela dele nos seguiu, uma vira-lata grande chamada Mel, linda.

Andamos por uns 30 minutos e chegamos a uma pequena clareira em um riacho, e sentamos na sombra para conversar, a Mel do nosso lado.

Ele me perguntou sobre namoradas e sexo, eu disse que nunca tinha tido ou feito e ficamos tendo aquela conversa de homem, recheada de putaria, e fiquei excitado.

Tinha visto coisas sobre zoofilia e enquanto conversávamos reparava da boceta da Mel, e quando achava que o Vinícios não tava olhando adorava passar a mão nela, e surpreendentemente ela deixava.

Meu pau começou a babar de tanto tesão e a Mel foi querendo cheirar e lamber minhas calças, quando viu isso, o Vinícius disse “ah olha só ta interessada Mel?! Você deve ta bem duro mesmo pra ela ta assim toda assanhada!”

Eu me assustei mas levei na brincadeira e disse que era inevitável graças aos andares da conversa.

E foi quando ele disse “Você acha que eu não to vendo você bolinar a bucetinha dela não?! Haha! Eu sei do que você gosta menino, e ta certo, essa aí é ótima no que faz! Quer ver?” ele agachou e tirou o pau pra fora e a Mel começou a lamber imediatamente, eu me assustei e disse que isso não era certo e ele disse que todo mundo no interior faz isso e que quando não tem mulher, bicho serve e faz bem o serviço!

Ele tinha um pau de uns 19,5 ou 20 cm, bem grosso, com os pelos ao natural e atolava ele na garganta da Mel, com força, parecia que ela era treinada pra isso! Devia estar acostumada Ele segurava o focinho dela dos lados mas ela deixava a boca aberta e ele metia na parte da frente enquanto ela lambia e babava!

Ele disse “larga de ser bobo! não vou contar pra ninguém não, eu sei que você gosta, sou teu amigo! Enfia a pica nesse cu! até quando vai ficar com vontade?!”

E eu pensei “quer saber?! Foda-se! eu vou fazer isso!”

abaixei as calças e peguei a mel por trás, levantei o rabo dela e vi aquela bocetinha linda, aberta, rosada, parecia que ela pedia para ser penetrada, cuspi na mão e passei no pau, eu tava super duro, tenho um pau de 17,5 cm bem grosso, e enfiei devagar na buceta dela enquanto o Vinícius metia na boca dela, fui aproveitando cada cm que entrava nela, parecia que a buceta dela encaixava no meu pau, quente, molhada, pulsante e apertada!

Quando atolei meu pau nela, o Vinícius tirou o pau da boca dela e disse “agora mete com força, ta esperando o que?!” e comecei a bombar na xana dela, comecei devagar e fui acelerando, o Vinícius então do lado tirou toda a roupa e ficou do meu lado passando a mão nela e tocando uma punheta! Comecei a gemer alto e o Vinícius incentivava, fiquei bombeando nela por uns cinco minutos e quando tava quase gozando ele disse “pode gozar aí dentro!” e eu gozei, tinha até tirado a cadela do chão, eu segurava na parte da frente da sua coxa.

Me levantei todo suado e o caseiro me abraçou e disse “aí sim, agora da pra ela lamber que é minha vez!”

Tirei toda roupa agora e sentei pra ela terminar o serviço, ela lambeu cada gota de gozo que tinha no meu pau e no meu corpo!

E o Vinícius começou a comer ela agora, mas deitou ela no chão e ficou por cima, e começou a meter, fiquei olhando do lado e me masturbando!

Quando ele gozou até vazou dela pelos lados, tirou o pau de dentro daquela buceta linda ele se sentou do meu lado e colocou o braço por cima no meu ombro, e eu e ele tocamos punheta juntos enquanto assistíamos a Mel lamber da vagina dela a mistura da minha saliva do meu gozo e do gozo dele! Quando estávamos prestes a goza de novo ele me segurou no peito com o braço que estava no meu ombro e gozamos juntos! A Mel veio e lambeu tudo de novo!

Nos levantamos e fomos tomar um banho no riacho da frente!

Quando voltamos pra chácara, estávamos os dois suados, fedidos e com as roupas imundas, ele me chamou para a casa dele e me emprestou algumas roupas, quando estava quase saindo vi de canto que no quintal dele ele tinha construído um canil e lá tinham mais duas cadelas, uma vira-lata e uma Labrador, mas essa é outra história…

Foi com ele que me iniciei na Zoofilia, e foi com ele que tive as mais diversas e prazerosas experiências zoófilas, mas essas também são outras histórias…

Gostaram?

Deixem os comentários e pedidos aí valeu?! Vamos conversando!

Abraço a todos

Jack