Posts Tagged ‘calcinha’

Esposa transando em casa

Wednesday, May 6th, 2015

Nessa vez, serei mais direto no assunto.

Na sexta-feira, dia 11, minha mulher me disse que o Sergio estava em nossa cidade e que voltaria pra casa no sábado à tarde. Ela queria saber que podia convida-lo para almoçar na nossa casa nesse mesmo dia. Confirmei, apenas disse que eu deveria chegar por volta das 11:00, e pra ela recepciona-lo bem, até que eu voltasse. Nem precisava dizer isso, porque com certeza ela faria muito bem. Nesse dia, nossas filhas estavam na casa das amiguinhas.

Cheguei um pouco passado das 11:00. Entrei fazendo o barulho normal de abrir porta. Os dois estavam no sofá da sala, só que não sentados apenas conversando, mas já nas preliminares. O Sergio estava sentado no sofá, com as calças abaixo dos joelhos e a ordinária da minha mulher estava chupando o pau dele. Ela estava usando um shorts de cotton bem justo, deixando a papada da bunda pra fora. Puta que pariu…… Não perderam tempo e aproveitaram para começar a festa antes da minha chegada.

Minha putinha chupava com gosto o cacetão do Sergio, até que ela resolveu tirar o shorts. Nem calcinha a safada estava usando.

O Sergio permaneceu na mesma posição e minha esposa ficando de costas pra ele, foi encaixando o cacetão na buceta, até enterrar tudo. Eu já estava pelado e de pau duto. Fui na frente da minha mulher e dei meu pau pra ela chupar. Como chupava e babava, em quanto ela tinha a buceta invadida pelo pau do Sergio. Depois dela me chupar um pouco, pedi para minha esposa se encostar no Sergio, ficando com as pernas dobradas sobre o sofá, assim ficou toda arreganhada. Me posicionei na frente, entre as pernas dela, para tentar por meu pau na buceta junto com o pau do Sergio. Por estarmos em nossa casa, ela não podia gemer alto, muito menos gritar, para que nem um vizinho pudesse escutar. Quando meu pau entrou na buceta, o espaço ficou super apertado. Agora eram dois paus num só lugar. Ela gemia baixinho e dizia que não estava aguentando os dois na buceta.

Como eu já estava praticamente gozando, tirei e ofereci para ela chupar. Gozei na boca, rosto e seios dela. Agora só restava o cacetão na buceta. Minha esposa estava de deliciando em receber as metidas no fundo, tanto que em menos de 3 minutos gozou.

Quando o Sergio avisou que também gozaria, minha esposa pulou de cima dele, caindo de boca no pau. Além dela sentir seu próprio gosto, recebeu a gozada na boca e engoliu tudo.

Uma hora depois, almoçamos. Havia se passado umas duas horas e restava ainda uma hora para o Sergio permanecer com a gente. Minha esposa, puta safada, quis aproveitar o máximo a presença do Sergio. Resolveu atiçar e deixa-lo de pau duto novamente. Deu uma boa chupada, deu a buceta por uns 15 minutos, gozando 2 vezes. Aí para fechar com chave de ouro, foi em nosso quarto pegar o lubrificante. Ela mesmo passou no cacetão do Sergio e no seu próprio cú, ficando pronta para levar pau.

A ordinária ficou de 4 ajoelhada no sofá e o Sergio começou a enfiar seu cacetão do rabo da safada. Ela gemia muito, mas baixinho. Eu via de perto o pau entrar em sair, ficando todo preenchido de nervo. O Sergio fodeu a safada com força, fazendo minha esposa gozar mais duas vezes com o pau na bunda. Dessa vez, o Sergio gozou no cú, bem pertinho da saída. Quando o pau escapou, saiu junto um pouco de porra.

Agora não restava mais nada, a não ser esperar o horário do Sergio ir embora e nós irmos descansar um pouco, principalmente minha esposa, que havia gozado 5 vezes e estava acabada.

Depoimentos de uma Ninfomaníaca 2 – Primeiro Anal

Tuesday, April 14th, 2015

Todos os contos que escrevereis são sequencia, então o ideal é que leiam desde o primeiro para entender a história.
Depois do dia em que perdi a virgindade com meu irmão, mal podia esperar pela próxima transa, então no dia seguinte assim que meus pais saíram para o trabalho, saí do meu quarto apenas de calcinha e fui para o quarto de meu irmão, ele estava dormindo, então começei a punhetar pra tentar acorda-lo, e logo comecei a chupar, não demorou muito e senti ele agarrando meu cabelo com força, parei de chupar e deitei sobre ele, nos beijamos e enquanto nos beijava-mos ele colocou minha calcinha para o lado e sem perder tempo ja ia metendo na minha bucetinha, disse que teria que sair em uma hora para a faculdade, mas antes queria terminar o que havíamos começado. Eu por cima fiquei rebolando com aquele pau duro dentro de mim, então senti o dedo de meu irmão forçando para entrar no meu cuzinho, fiquei louca e comecei a cavalgar mais rápido, não foi muito difícil pra ele fazer seu dedo entrar no meu cuzinho, e já estava eu gritando de tesão quando ele mandou eu sair de cima dele.Obedeci, ele foi até a gaveta e pegou um tubo parecido com pasta de dente, era lubrificante, passou um pouco no pau e depois tambem na entrada do meu cu, falou que ia doer no inicio mas depois eu ia gostar, e foi isso mesmo, o dedo tinha entrado facil, mas o pau era muito mais grosso que o dedo, e doeu muito, só entrou graças ao lubrificante e mesmo assim quase não aguentei. Ele foi metendo bem devagar, pouco a pouco, como eu estava deitada nao tinha como fugir então só o que fazia era deixar ele comer meu cuzinho, ao mesmo tempo que sentia dor, sentia muito prazer, quando ele terminou de colocar tudo pra dentro ficou um tempo parado antes de começar a bombar, falou no meu ouvido que sempre teve vontade de comer meu cuzinho, perguntou se podia começar, ainda estava doendo, mas falei que sim… Ele começou um vai e vem devagar, mas logo foi aumentando o ritimo, eu gritava e gemia, era muito gostoso, cheguei a gozar varias vezes.Depois de um bom tempo metendo ele parou e disse que infelizmente não podia perder a aula daquele dia, mas a noite era ee que ia invadir meu quarto para continuar-mos.Tomamos um banho juntos, eu ainda com dor no meu cuzinho, doia quando eu andava, mas valeu a pena, agora sim, já tinha perdido completamente a virgindade, levei rola na boca, na buceta, no cu, e pra começar a manhã com chave de ouro ainda chupei ele durante o banho e ganhei uma gozada na boca. Saímos do banho, meu irmão se arrumou e foi pra aula e eu como teria aula só a tarde fui descansar um pouco antes de ligar pro meu namorado que nem imaginava o que eu havia feito nos ultimos dias…
Desde já agradeço por lerem, comentem se quiserem saber mais sobre minhas transas, são seus comentários que me incentivam a escrever mais.
Beijos a todos