Posts Tagged ‘molhadinha’

Presente de natal perfeito(sexo com a cunhada)

Friday, May 8th, 2015

Ola amigos estou de volta para relatar o que aconteceu no natal.

Bom vamos aos fatos na manha do dia 24 de dezembro Vivian e eu estavamos preparando as coisas para o amigo secreto que seria aqui em casa, quando chegam Sibelly e Cesar pois iriam passar o natal conosco, na empolgaçao nao se foi planejado ou nao, Sibelly fala que havia esquecido algo em casa e pede pro Cesar ir buscar.

Como ainda faltavam algumas coisas minha esposa vai junto pra comprar e ficamos sós Sibelly e eu, continuamos organizando tudo Sibelly entra em casa e volta com uma cerveja e me oferece um gole que tomo lambendo o lugar por onde aquela boca havia passado.

Depois de algumas latinhas ela chega perto de mim e fala: eu percebi; eu dando uma de bobo pergunto: o que; ela responde: o jeito que lambeu a latinha e como sempre me olhou, nao sei do esta falando retruquei, ela insiste a sabe sim, nao precisa fingir estamos sozinhos e vai chegando perto com aquele jeitinho que nao resistir e larguei o que tava fazendo tasquei-le um beijo, gente que boca maravilhosa quando percebi ja estava com ela em cima da mesa e nos beijando loucamente a deitei e fui arrancando sua saia e pra minha surpresa a cachorra tava sem calcinha nao resisti e cai de boca naquela delicia e a chupei como nunca havia chupado uma boceta e a deixei molhadinha( pedi pra tirar fotos mais ela so deixou tirar uma) depois de a fazer gozar ela falou agora é minha vez e baixou minha bermuda e ja foi atolando meu pau em sua garganta e chupou com maestria ate que gozei em sua boca a cadela engoliu toda a porra, quando ja ia subir a bermuda ela impediu e perguntou: o que pensa que ta fazendo? eu respondo ta doida tua irma e teu marido estao pra chegar ela responde negativo eu esperei muito por esse pauzao torto no meu rabo e ja foi descendo minha bermuda novamente.

A levei pro quarto e joguei na cama fizemos um delicioso 69 ate que ela falou anda enfia logo essa porra no meu rabo eu obedeci nossa como estava quente e molhada aquela boceta que por muitas vezes eu bati punhetas estava ali engolindo minha pica, ela pediu pra sentar em cima e pra minha surpresa ela giuou ate o cu e falou com cara safada: esfola meu cu aquilo me levou as nuvens e metir com força, ela deu um gritinho e falou isso arromba meu cu seu cachorro, faz como sei que fazia cheirando minhas calcinhas ou tu acha que nao percebia o fundo das minhas calcinhas melados de gala, eu sabia que um dia ia ter essa porra escorrendo dentro do meu cu por isso mete safado arromba esse cu. Eu perguntei e o Cesar nao come teu cu nao ela respondeu: aquele mané tem nojo por isso to pedindo pra tu arrombar ele agora, para de perguntar e mete nesse cu aquilo me deixava com mais tezao mas, sabia que nao poderia demorar gozar pois Vivian e Cesar poderiam chegar a qualquer momento, depois de alguns minutos falei que queria gozar em sua boca novamente ela virou a cara pra tras e falou: ja falei que quero essa porra escorrendo dentro do meu cu caralho, eu a obedeci e enchi o cu dela de gala nos limpamos quer dizer eu me limpei pq nao poderia tomar banho pra nao da bandeira e ela queria ficar com a gala no cu ao chegarmos na sala ela fala: fui eu que te tirei e esse foi meu presente.

Bom é isso pessoal espero que gostem e comentem( agora é serio quem comentar e deixar e-mail eu envio a foto q tirei mais so pra quem comentar nao adianta so deixar e-mail. Dessa vez ja fiz ate copia da foto pra nao perder como as outras)

Comendo minha tia Cícera

Monday, May 4th, 2015

Olá, meu nome é Lucas. Tenho 21 anos e não sou do tipo gato, sarado que muitos relatam aqui no site, sou magrelo, moreno, 1,78 de altura. Vou contar uma história do dia mais feliz da minha vida até hoje, o dia que comi a minha tia Cícera na casa dela.

Morávamos eu embaixo e ela na casa de cima, ela é casada tem 1, 60 mais ou menos de altura, moreninha, uma bundinha deliciosa e uns peitinhos bem pequenos…uma delícia de mulher…

o marido dela trabalha a noite e ela sempre fica sozinha com o filho pequeno…

Várias vezes ela me pedia pra ir até a casa dela arrumar o computador ja que ela não sabia muita coisa, e eu ia numa boa, mas sempre ficava de olho nela porque sempre tive um enorme tesão por ela, batia punheta todo dia pra ela e talz.

Certo dia ela me chamou já umas 11 horas da noite pra resolver outro problema no PC e eu rapidamente fui. Chegando lá ela estava com um moleton bem justo e uma camiseta velha e sem sutiã, que deixava os biquinhos do peito bem saltados aparecendo de farol aceso…meu pau já deu sinal de vida na hora…mas beleza…fui la e arrumei o computador e não parava de olhar pra ela sentada do meu lado com aquela roupa apertada…acho que ela percebeu pois foi ficando meio sem graça…mas ao mesmo tempo ia passando a mão pelas pernas, pelo pescoço e vinha querendo me mostrar outras coisas no PC e de vez em quando roçava aqueles peitinhos no meu braço e meu tesão só aumentando…

Depois de tudo certo ela me chamou pra tomar um suco na cozinha, e eu fui numa boa,meio que tentando disfarçar o pau duro é verdade mas fui mesmo assim. Eu olhava ela indo na frente e aquela bunda maravilhosa com a calça de moletom enfiada no cu e me deixava louco. quando ela foi abrir a geladeira, pegou o suco, botou na mesa, e voltou a geladeira pra pegar algo pra gente comer…deu aquela abaixada pra pegar algo la embaixo e aí meu tesão não suportou…lasquei a mão no meio das pernas dela e agarrei por trás.

Na hora ela deu um pulo e começou a falar o que eu estava fazendo…mas eu nem ouvia direito, enquanto ia encoxando ela, uma mão segurava uma teta e a outra ja ia por dentro da calça dela e esfregando aquela buceta que já sentia estar ficando toda molhadinha….e aos poucos ela foi se deixando largar. Logo comecei levar ela pro quarto e ia falando no ouvido dela por trás o quanto ela era gostosa e tesuda.

Joguei ela na cama e já tirei a roupa, fui tirando a calça dela e já meti a boca na bucetinha raspadinha e ela gemia de um jeito meio tímido mas bem gostoso…comecei a chupar as tetinhas e fazer uma siririca nela ao mesmo tempo e ai ela não aguentou o tesão e me pediu pra pegar ela de jeito. Botei ela de quatro e comecei a enfiar com força… ela gemia muito, como se estivesse a bastante tempo sem transar… com todo o tesão que eu tinha nela gozei rapidinho…mas o pau continuou duro…virei ela de frente e comecei um papai-mamãe bem devagar mas firme…ela ia ao delírio….e pedia pra eu meter mais e mais…até que ela decidiu tomar as rédeas e me virou e ficou por cima me cavalgando de forma deliciosa…eu lambia os peitinhos enquanto ia apalpando aquela bunda maravilhosa até que ela finalmente gozou….e aí pude gozar a vontade também…Nossa que loucura….que transa…ela ficou la olhando pra mim sem saber o que dizer…então a beijei muito e depois disse que precisava ir…

Depois desse dia sempre que a gente se ve fica um clima meio estranho, mas quem sabe uma hora a gente possa voltar a fazer amor gostoso como foi aquele dia…mesmo ela sendo minha tia.